Purina Proplan Veterinary Diets

0800 7701190

Por favor Rote su dispositivo para una mejor experiencia!

Pancreatite felina

Função normal

Justo abaixo do intestino delgado, conhecido como duodeno, está o pâncreas, um órgão glandular pequeno e rosa. Suas principais responsabilidade incluem a digestão de gorduras e fécula através da secreção da enzima amilase e lipase. Também ajuda a regular o nível de açúcar no sangue a través da produção de insulina e glucagon.

Entendendo a pancreatite

Qualquer seja a causa, a inflamação do pâncreas causa que as enzimas digestivas e metabólicas sejam liberadas cedo demais e terminam direcionando ao mesmo órgão. Podem ser liberadas e causar inflamação dos órgãos circundantes como o fígado.

Nos casos mais graves, o pâncreas pode ser regenerado, mas nos casos de pancreatite crônica, o órgão deixa de funcionar corretamente e pode concluir em problemas como a diabetes.

Diagnosticando a pancreatite

É comum que os gatos com pancreatite percam o apetite e se tornem mais letárgicos. Em alguns casos, isso vem acompanhado de vômitos, dor abdominal e mudanças na temperatura corporal. O diagnóstico final se realizará combinando estes sinais com os resultados dos exames clínicos. É comum que os gatos afetados por pancreatite sofram também de lipidose hepática ou doença de fígado gordo que pode provir de uma diminuição forte no consumo calórico. Esta combinação pode dificultar muito para que o animal se recupere corretamente.

Tratamento

O paciente receberá fluídos por via intravenosa, medicação para acalmar as náuseas e a dor e para controlar os outros sintomas clínicos. Nutricionalmente, os gatos com pancreatite não parecem ser tão sensíveis às gorduras como acontece com os cachorros. Costumam ser submetidos a dietas fáceis de fácil digestão e gorduras moderadas. Se o caso for crônico, o paciente deverá ser submetido a esta dieta a longo prazo. Outros possíveis tratamentos incluem antibióticos e transfusões de plasma, dependendo da severidade da inflamação.

 

Para mais informações, consulte seu veterinário.